» » Médicos: vale a pena abrir CNPJ?

Médicos: vale a pena abrir CNPJ?

postado em: Artigos | 0

Descubra aqui se vale a pena um médico abrir um CNPJ e quais são as melhores opções de tributações para a categoria.

Médicos: vale a pena abrir CNPJ?
Médicos: vale a pena abrir CNPJ?

Além de toda a rotina diária frenética dos médicos, eles também precisam encarar as situações e procedimentos administrativos e contábeis, cuidando das suas finanças e tributações.

No caso de médicos registrados em regime de CLT, esses procedimentos são quase idênticos aos de outros profissionais.

Mas você já parou para pensar se esta é a melhor forma de trabalho e – mais importante – a mais econômica? Será que a sua tributação está sendo a mais adequada?

Se você é médico ou profissional da saúde, com certeza já pensou (ou deve estar pensando) se vale a pena abrir o CNPJ. Ou seja, desde ter o seu próprio consultório até trabalhar em regime de Pessoa Jurídica em hospitais ou clínicas.

É inegável que, com sua empresa aberta, você terá algumas vantagens, sendo que as principais são:

Economia: a tributação é diferente, de modo que o imposto pago é menor quando se tem uma empresa aberta comparado ao de um profissional que atua como pessoa física (CLT).

Ampliação no mercado de trabalho: a grande parte das oportunidades de trabalho são para prestadores de serviços que possuem CNPJ, já que inibe a obrigatoriedade trabalhista dos locais que contratam.

Como abrir o CNPJ para médicos?

Tributação para médico Pessoa Jurídica
Tributação para médico Pessoa Jurídica

Todo o processo de abertura de uma empresa para médicos é parecido com as demais, salvo pequenas particularidades.

As etapas que o profissional deverá obedecer para obter o registro são:

  • Registro de contrato e da Empresa;
  • Registrar no Cartório de Pessoa Jurídica;
  • Registro da Empresa na Receita Federal;
  • Registro na Prefeitura;
  • Obtenção do certificado digital.

Com a escolha da abertura da empresa, o médico deverá adotar algumas mudanças tanto na parte tributária e contábil quanto no seu dia a dia. A sua mentalidade deverá mudar, já que agora passa administrar seu próprio negócio.

O profissional que optar por se tornar Pessoa Jurídica deverá, também, escolher o seu enquadramento em um dos regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

Diferença de regimes tributários para médicos

Sem dúvida, a principal diferença entre um médico pessoa física ou jurídica é a carga tributária, já que o valor recolhido como imposto varia muito entre estas duas pessoas.

Além disso, o médico deverá ficar atento tanto na questão tributária quanto em outras obrigações como, por exemplo, as declarações que deverá apresentar.

Para saber a melhor escolha é fundamental que haja uma orientação de um escritório de contabilidade de confiança e especialista no assunto.

Nós já publicamos aqui um artigo comparativo entre essas opções.

Vale lembrar que a decisão do médico ou de profissional da saúde em abrir ou não uma empresa trará impactos tanto nas questões tributárias quanto nas exigências legais.

Por isso, a avaliação sobre o assunto é de grande importância, pois ela descobrirá qual é a opção mais vantajosa.

Se você é médico e está na dúvida sobre qual é a melhor opção para ter uma carga tributária menor no desenvolvimento das suas atividades, entre em contato conosco e agende uma visita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.